Skip to main content

Não se preocupe, você ainda pode tentar ter filhos 😊

Muitos homens que fizeram vasectomia anseiam pelo desejo de ter filhos. Isso é mais comum do que se imagina.

Para esclarecer, a vasectomia é um procedimento cirúrgico realizado em homens como método contraceptivo permanente. Ou seja, o procedimento é realizado em homens que não desejam ter filhos.

Na cirurgia, os canais deferentes, que transportam os espermatozoides dos testículos para a uretra, são cortados, impedindo a passagem de espermatozoides para o sêmen ejaculado durante a relação sexual.

Sim, totalmente possível! A boa notícia é que, as técnicas de reprodução assistida podem colocar com a jornada de homens que, mesmo com vasectomia, tenham filhos. É possível também realizar a reversão de vasectomia, um procedimento também cirúrgico, realizado para restaurar a fertilidade masculina.


Na reversão, os canais deferentes são reconectados, permitindo que os espermatozoides voltem a ser transportados, possibilitando a fertilização do óvulo durante a relação sexual. Reverter a vasectomia não é garantia de sucesso do procedimento, pois dependente de fatores como: técnica utilizada pelo urologista, tempo de procedimento e extensão de área.

A fertilização in vitro FIV é o tratamento indicado para casais que desejam ter filhos e o homem possui vasectomia. É possível obter espermatozoides através de técnicas de reprodução assistida:

PESA, punção percutânea do epidídimo, consiste na retirada dos gametas, diretamente do epidídimo, através de uma fina agulha acoplada a uma seringa. O procedimento é minimamente invasivo e requer apenas anestesia local.

Já a aspiração microcirúrgica de espermatozoides do epidídimo, MESA, compartilha do mesmo princípio da PESA, porém o procedimento é cirúrgico e requer anestesia local ou geral. A incisão é feita por camadas até a exposição da bolsa testicular. A retirada de espermatozoides ocorre diretamente nela.

Existe ainda a opção da biópsia testicular, TESE, técnica que envolve a remoção de uma pequena amostra de tecido testicular por meio de uma pequena incisão e os espermatozoides são isolados do tecido testicular em laboratório.

A microdissecção testicular – Micro-TESE, é um método que envolve o uso de um microscópio para identificar áreas específicas do tecido testicular onde os espermatozoides estão mais propensos a serem encontrados.

Os procedimentos mencionados devem ser realizados por um urologista especialista. Após a obtenção dos espermatozoides, os mesmos são fertilizados em laboratório com o óvulo da mulher, possibilitando a formação de um embrião.


Na InVentre contamos com uma equipe de urologia capacitada para realização desses procedimentos, que pode te orientar e ajudar 😉